top of page

Absenteísmo no Trabalho: entenda o que é e veja como medir essa taxa na sua empresa

O absenteísmo no trabalho é um problema enfrentado por muitas empresas em todo o mundo. Ele se refere à ausência dos funcionários em seus locais de trabalho, resultando em interrupções nas operações, queda na produtividade e aumento dos custos para as organizações.


Um levantamento feito pela Levee, startup que usa inteligência artificial para aumentar a produtividade nas empresas, mostra como as 500 maiores empresas do país deixaram de ganhar 230 milhões de reais por ano, em média. O estudo analisou os dados operacionais das empresas para descobrir quanto elas perdem com deficiências no sistema produtivo e com falhas humanas, como faltas, atrasos e rotatividade.


Este artigo vai explorar o conceito de absenteísmo no trabalho, suas causas comuns, os diferentes tipos existentes, cálculo para medir a taxa de absenteísmo e algumas estratégias para combater o absenteísmo no trabalho. Vamos lá?


O que é o Absenteísmo no Trabalho?

O absenteísmo no trabalho diz respeito à ausência de um colaborador ou mais colaboradores por um certo período. Esse indicador é muito usado pela área de recursos humanos e é utilizado para calcular o número de ausências dos funcionários no expediente de trabalho. Leva-se em consideração faltas, saídas adiantadas e atrasos.


Segundo o autor Idalberto Chiavenato, o absenteísmo (ou ausentismo) é a soma dos períodos em que os colaboradores estão ausentes da organização, sendo que essa falta pode ou não estar ligada a doenças ou alguma licença legal.


O que causa o Absenteísmo nas Empresas?

Existem várias causas implícitas ao absenteísmo nas empresas. Alguns fatores comuns incluem:

  • Doenças e problemas de saúde: Doenças físicas ou condições mentais, como gripes, resfriados, estresse, ansiedade e depressão, são uma das principais razões para o absenteísmo;

  • Insatisfação no trabalho: Ambientes de trabalho desfavoráveis, falta de motivação, relacionamentos negativos com colegas ou superiores, falta de reconhecimento e oportunidades de crescimento podem levar os funcionários a faltar ao trabalho;

  • Conflito entre trabalho e vida pessoal: Responsabilidades familiares, problemas pessoais, falta de equilíbrio entre trabalho e vida pessoal podem influenciar o absenteísmo;

  • Condições de trabalho adversas: Ambientes de trabalho inseguros, falta de recursos adequados, excesso de carga de trabalho e falta de apoio podem levar ao absenteísmo.


Quais são os Tipos de Absenteísmo nas Empresas?

Existem diferentes razões pelas quais os funcionários faltam o trabalho mas podemos delimitar algumas categorias, como:

  • Absenteísmo casual: Refere-se a faltas não planejadas, geralmente relacionadas a problemas de saúde ou eventos imprevistos;

  • Absenteísmo habitual: Envolve faltas regulares e não justificadas de um funcionário, que podem indicar falta de comprometimento ou insatisfação no trabalho;

  • Absenteísmo por doença crônica: Está relacionado a ausências frequentes devido a doenças crônicas, como enxaquecas, alergias ou problemas de saúde persistentes;

  • Absenteísmo por acidentes de trabalho: Ocorre quando os funcionários faltam devido a lesões ou acidentes ocorridos no ambiente de trabalho.


Como se mede o Absenteísmo?

A medição do absenteísmo é essencial para entender sua extensão e impacto nas operações da empresa. Veja abaixo como calcula a taxa de absenteísmo.


Primeiramente, organize a jornada de trabalho dos colaboradores e quantos dias por mês o seu time trabalha. Então, vamos supor que na sua empresa possui 20 colaboradores, com jornada de 8 horas por dia e que trabalham vinte dias no mês.


Portanto, o primeiro cálculo fica assim:


20 (colaboradores) x 8 (horas de trabalho por dia) x 20 (dias no mês) = 3.200 horas/mês.

Com esse resultado, você saberá a quantidade certa de horas líquidas de trabalho dos seus colaboradores.


Na segunda etapa, deverão ser organizadas todas as ausências como saídas antecipadas, faltas e atrasos dos colaboradores, de cada um deles.


Vamos começar pelas faltas?


Se durante o mês 15 funcionários faltaram um dia cada um, então transforme os dias perdidos em horas.


Então, 15 x 8 = 120 horas perdidas de trabalho por falta


Para calcular atrasos ou saídas antecipadas é preciso considerar os minutos de atraso ou de saída, e transformá-los em horas.


Vamos supor que 12 colaboradores tenham se atrasado 20 minutos cada um. Temos que multiplicar o número de minutos de atraso pelo total de pessoas que se atrasaram.


Fica assim: 20 x 12 = 240 minutos

Agora, precisamos transformar esse valor (240) em horas:


240/60 = 4 horas de trabalho por atrasos


Portanto, a empresa perdeu 4 horas de trabalho com esses atrasos. Para descobrir as horas de saídas antecipadas, o mesmo cálculo pode ser feito.


Após esses resultados, some todas as horas de faltas e atrasos e você terá total abstenção ao trabalho. No exemplo o total foi de 124 horas.


E por fim, para saber o índice de absenteísmo em percentual, basta dividir o número de horas perdidas, pelo número de horas líquidas de trabalho dos seus colaboradores (aquele primeiro cálculo, lembra?) e multiplicar o resultado por 100. Acompanhe:


124/3.200 x 100 = 3,8% de absenteísmo

Então, nesse exemplo, a taxa de absenteísmo foi de 3,8% em um mês.


Não há um consenso em relação a um número certo e esse índice pode variar de acordo com o tamanho da empresa e segmento. Mas, de modo geral, um índice de até 4% de absenteísmo é considerado aceitável, segundo um estudo da Exame.



Como Combater o Absenteísmo no Trabalho?

Fez o cálculo e o resultado não foi satisfatório? Veja a seguir algumas estratégias para combater o absenteísmo no trabalho:


Programas de bem-estar

Implementar programas de saúde e bem-estar, como incentivos para adoção de estilo de vida saudável, acesso a serviços de assistência médica, atividades físicas e aconselhamento psicológico, pode ajudar a reduzir problemas de saúde e absenteísmo relacionado.


Cultivar um ambiente de trabalho positivo

Criar um ambiente de trabalho saudável, com boa comunicação, suporte aos funcionários, oportunidades de crescimento e equilíbrio entre trabalho e vida pessoal pode ajudar a aumentar a satisfação e o comprometimento dos colaboradores.


Políticas de flexibilidade

Oferecer políticas flexíveis, como horários de trabalho flexíveis, trabalho remoto ou licenças familiares, permite que os funcionários equilibrem melhor suas responsabilidades pessoais e profissionais.


Incentivos e reconhecimento

Reconhecer e recompensar os funcionários pelo bom desempenho e contribuições pode aumentar a motivação e o engajamento, reduzindo a probabilidade de absenteísmo.


______________


Compreender as causas, tipos e formas de medição é crucial para implementar estratégias eficazes de combate ao absenteísmo.


Ao criar um ambiente de trabalho positivo, promover o bem-estar dos funcionários, oferecer flexibilidade e reconhecimento adequado, as empresas podem reduzir o absenteísmo, aumentar a produtividade e melhorar a satisfação dos colaboradores.


Agora que você já sabe o conceito de absenteísmo no trabalho, suas causas comuns, os diferentes tipos existentes, cálculo para medir a taxa de absenteísmo e algumas estratégias para combater o absenteísmo no trabalho, não deixe de conferir outros conteúdos aqui no blog da Memori.

Quer mais uma ajudinha?


Receba o próximo conteúdo no seu email! Assine a nossa Newsletter e fique por dentro dos conteúdos exclusivos e das novidades da Memori.


31 visualizações0 comentário
bottom of page